Please stay, as long as you need

"Hoje eu acordei numa casa diferente, num quarto diferente, sem nenhuma muleta, sem nenhuma maquiagem, meus amigos estão ocupados, meus pais não podem sofrer por mim. Hoje eu acordei sem nada no estômago, sem nada no coração, sem ter para onde correr, sem colo, sem peito, sem ter onde encostar, sem ter quem culpar. " Tati Bernardi
+


Não vê que estou cansado?
Que preciso respirar?
Se ficar no meu pé
Um tempo fico sem te amar

Desentendimentos procuro evitar
Mas quando estou perto parecem chegar
Causando em nós afastamento
Nos privando do nosso momento

Para amar é preciso cuidar
Regar, cultivar
Entender, compartilhar
Alegrias e tristezas vivenciar

Pois se te juntas comigo
Procuro em ti meu abrigo
Se te venho com atenção
Não perca tempo procurando confusão

Estamos aqui para aprender
A amar e crescer
Se vê amor em mim mas exige discussão
Não deixe que isso se torne paixão.

~ Amar às vezes cansa, por Larissa Tavares. (via t-aciturno)


“O amor é como uma planta, frágil, você precisa regar, podar, nutrir e dar atenção ou então, como a planta, vai ficar fraco, secar e morrer.”
~ Como cuidar do amor, por Larissa Tavares. (via t-aciturno)


Tudo indica que eu te amo
As estrelas, os sorrisos
As musicas no rádio
Nossos pensamentos
Nossa risada
As madrugadas acordada
A insônia desejada
O coração batendo forte
Toda nossa sorte.

Seja meu poema
Minha pena
Para que eu possa escrever
Sobre você até o entardecer
Seja o que eu preciso
Seja o motivo
Do meu riso.

~ Tudo indica, por Larissa Tavares para o amor da vida. (via t-aciturno)


Obrigada por cada sorriso
Pelo seu amor indeciso
E cada momento de crise
Ainda merece reprise

Mas por que você tinha que ir agora
Enquanto chove lá fora
E não há ninguém pra te aquecer do frio
Isso nunca foi do seu feitio

Mas por favor, leva sua blusa
Lembre-se de como se usa
Essa blusa que um dia nos tirou a paz
E hoje não nos satisfaz

E a saudade bate no peito
O que eu faço da minha vida
Se não tenho mais nenhum segredo
Nem histórias para imaginar.

Está tudo tão difícil,
E ao invés de chorar,
Eu escrevo.

~ Feitio, por Larissa Tavares. (via t-aciturno)


Eu ainda me lembro de seus fios dourados
Que brilhavam cada vez que a luz do sol os tocava
Esses foram meus dias mais amados
Dias em que eu pensava que nada se acabava

Ainda sinto você
Ainda respiro você
Mas não te tenho aqui comigo

Mas você me disse que isso nunca acabaria
Prometeu-me ser sempre meu
Onde eu fosse, você também iria
Mas onde você está agora, Romeu?

Ainda sinto você
Ainda respiro você
Mas não te tenho aqui comigo

Queria que isso chegasse a você, mas
Já acabou
Como tudo acaba
Não vejo mais sua chegada

Você se foi para sempre
Me esqueceu
E eu me pergunto
Sem você, quem sou eu?

Ainda sinto você
Ainda respiro você
Mas não te tenho aqui comigo.

~ Cabe a mim esquecer, por Larissa Tavares. (via t-aciturno)


Eu te encontrei
Quando não queria mais um outro alguém
E baby, você me quer também
Chega de tanto vaivém

Pois amor, se você quiser
Você pode me moldar
Pode me tocar
Assim que vier

Pra você, sou tua
Pra mim, és meu

Podes entrar no meu coração
Aceita meu perdão
Por te querer tanto assim

Você sabe, não é fácil
Te querer e não te entregas pra mim
Vai ver nosso amor é assim
Como faíscas de festim

Mas amor, se você quiser
Você pode me moldar
Pode me virar do avesso
Que é a melhor parte de mim,
confesso…

~ Molde, por Larissa Tavares. (via t-aciturno)


Bom seria se eu seguisse
Meus próprios conselhos
Bom seria se eu seguisse
Meus próprios caminhos

Sem olhar pra trás,
Pra você,
Nem para nós
Só o após
de nós

De você, só quero lembrar
Do seu sorriso
E como me fazia gargalhar
Nas tardes frias
Só havia
Eu, você, o mar

Bom seria se eu seguisse
Meus próprios pensamentos
Bom seria se eu vivesse
Meus próprios momentos

Bom seria se a gente vivesse
O nosso momento.

~ Momento, por Larissa Tavares. (via t-aciturno)


Entre tantos olhares que poderia mandar
Entre tantas palavras que gostaria de dizer
Voce é tudo pra mim
E eu sou quase pra você

Gostaria de falar, pôr meus desejos pra fora
Será que me escutaria, como escutara agora
Pois sem você, sou nada
Mas sem você é serenata

Por que ficar tão longe
Quando poderia estar ao alcance de minhas mãos
Enquanto está deitada
E eu cantando em vão.

~ Pseudopoeta em vão, por Larissa Tavares. (via t-aciturno)


Taciturno

Onde achar meus poemas, meus ex amores e meu atual amor para a vida.